Blog posts

Isla Negra: a casa mais bonita de Pablo Neruda

Isla Negra: a casa mais bonita de Pablo Neruda

Chile, Isla Negra

Depois de visitar La Chascona e La Sebastiana é fácil ver o padrão de loucura nas casas de Neruda. Mas não é mais do mesmo e, pra mim, Isla Negra é a casa mais bonita. De longe.

Isla Negra
E o Neruda sabia escolher lugares pras suas casas. A de Isla Negra é com direito a barulhinho das ondas quebrando nas pedras.

Como é a visita a Isla Negra?

A visita funciona como em todas as casas, você pega o seu áudio guia e vai percorrendo cada um dos espaços.

Se eu não estou enganada, foi a casa que mais demorei para percorrer (e a que estava mais vazia!). São muitos cômodos e, na verdade, são quase que duas casas, uma que segue o padrão de embarcações, como as de Santiago e Valparaíso e outra que é um trem, que remete um pouco a infância do poeta.

Isla Negra - Pablo Neruda

Quer levar a casa embora? Tem rodinha já pra ajudar!

São mais de 500 m² de muuuuita tranqueira, como diria a minha mãe, de coleções malucas que vão desde garrafas e esculturas rapa nui a insetos estranhos e búzios.

Mas o que é mais lindo, sem dúvida nenhuma é a vista. O marzão todo ali, ao alcance dos olhos em praticamente todos os cômodos da casa.

Isla Negra
Com essa vista eu não sairia mais da casa mesmo…

E quando você vai passando por cada cômodo parece que entende um pouco do Neruda e de onde ele tirava cada um dos poemas. Inclusive tem um livro completo dedicado apenas à Isla Negra.

Isla Negra - Pablo Neruda
Parece coisa de filme, não?

Use os nossos parceiros para viajar tranquilo e ajudar o OMMDA:

BookingReservando com esse link aqui da Booking, você não pagará nada a mais por isso e nos ajuda (e muito) a manter o blog!

Anonymous-aiga-first-aid-bg-300px A Real Seguros é um comparador de Seguros Viagens e com o nosso link você já ganha 15% de desconto em qualquer compra!


A parte externa da casa é a única em que se pode tirar fotos, mas é linda (e inclusive a que eu mais gostei). Pirei no sino e no barco na parte de fora.

E quando eu falo que o velho era louco… Quem mais coloca um trem no jardim, me fala?

Isla Negra - Pablo Neruda
Cada louco com as suas manias

Neruda escolheu Isla Negra pra ser sua casa para a vida eterna, descansando ao lado de sua mulher e amante Matilde.

Quanto custa?

A entrada custa CLP 5000 e é uma visita com áudio guia incluído, onde a cada lugar você vai acionando cada uma das narrativas. Tem em inglês, espanhol e português.

Isla Negra - Pablo Neruda
Em todos os detalhes tem algo do poeta. Todos!

E está aberta de terça a domingo, das 10 às 18 horas. E NÃO é preciso agendar a visita, você verá isso em alguns foruns, mas é info desatualizada 😉

Use nosso link da Booking para fazer a sua próxima viagem.

Como chegar à Isla Negra?

Não, você não precisa de um tour pra ir pra Isla Negra! Ao contrário do que vão tentar te vender em todos os lugares, dá pra ir por conta sim e até que é fácil.

Aqui no blog tem muitas dicas de Santiago, já conferiu? 

De Santiago os ônibus partem do Terminal Alameda ou Pajaritos e custam cerca de CLP 5400 . A Turbus faz esse trajeto (se quiser olhar no site, a referência para comprar é El Quisco e não Isla Negra) e tem saídas a cada 20 minutos e dura uma hora e quarenta a viagem. E não se esqueça de pedir ao motorista pra te deixar na casa do Neruda, senão você vai parar looonge, rs.

De Valparaíso os ônibus da Pullmanbus saem a cada uma hora e cuscam cerca de CLP 3300.

E, claro, se você ainda não percebeu (rs), não é uma ilha, é uma cidade (rs). Se você quiser visitar uma ilha no Chile, a gente recomenda a Ilha de Páscoa ou Chiloé 😉

Isla Negra - Pablo Neruda
Saúde!

Siga a gente no Instagram @omelhormesdoano e use a nossa hashtag #omelhormesdoano para aparecer todo sábado na nossa galeria

Apesar de não ser tão próxima quanto ir a La Chascona ou a La Sebastiana, ir à Isla Negra é recompensador. A paisagem e os detalhes são incríveis e dá pra perceber porque era a casa preferida de Neruda.

E confesso que depois dessa temporada no Chile virei fã do poeta, tanto pela importância na história chilena quanto pelas obras, que são maravilhosas.

Já conheceu Isla Negra? Comente e conte o que você achou!

E se gostou, aproveite e compartilhe nas ruas redes sociais 😉

About the author

Viciada em viajar, mas que sossegou - só um pouco - no Chile pra abrir um hostel. Já esteve em 9 países e 90 cidades fora do Brasil. Não sabe nadar (mas sabe andar de bicicleta). É facilmente comprável com doces e bom café. E é mão de vaca (isso é um dado importante).

18 Comments

  1. Francisco Piazenski
    26 de maio de 2017 at 23:48
    Reply

    Puxa, que lindas fotos, fiquei com muita vontade de conhecer Isla Negra, e mais uma casa de Neruda, já que já conheço a de Valparaíso. Parabéns pelo relato!

    • Camila Lisboa
      27 de maio de 2017 at 14:17

      Isla Negra para mim é a mais bonita, Francisco 🙂

  2. Luciana Rodrigues
    2 de julho de 2017 at 12:32
    Reply

    Realmente, um mundo à parte. Tudo muito diferente. Deve ser interessante ler as poesias para entender um pouco mais da ligação dele com essas casas.

    • Camila Lisboa
      6 de julho de 2017 at 17:19

      E tem um livro só falando de isla negra 🙂

  3. Rayane
    2 de julho de 2017 at 12:43
    Reply

    Que post mais lindo! Cheio de fotos e dicas bacanas!
    Ainda não conheço a casa de Neruda, mas está na lista. Mais um motivo para voltar ao Chile… 🙂
    Parabéns pelo artigo!

    • Camila Lisboa
      6 de julho de 2017 at 17:20

      Mil motivos pra voltar! 🙂 Mesmo morando aqui tem muitas coisas que ainda não conheço e que são daqueles must go =x

  4. lid costa
    2 de julho de 2017 at 14:37
    Reply

    Aquela vista do mar me encantou! Que delícia deve ser morar em um lugar assim, né? Quando fui ao Chile não tive a oportunidade de visitar a Isla Negra, mas já estou acrescentando ela aqui no próximo roteiro. Obrigada pelas dicas.

    • Camila Lisboa
      14 de julho de 2017 at 20:36

      Uma maravilha ter uma casa dessas (acredite, é imensa) e ainda com vista!

  5. Francisco Manuel Fernandes Agostinho
    2 de julho de 2017 at 15:33
    Reply

    Parece mesmo coisa de filme…bem bonito, o homem sabia o que era bom hehehe Boas viagens!

    • Camila Lisboa
      6 de julho de 2017 at 17:18

      Tem uma frase em uma poesia dele que diz ‘confesso que vivi’… tá mais que na cara, né? 🙂

  6. Beneth Santana Torquato
    2 de julho de 2017 at 21:51
    Reply

    Que passeio bacana! Parabéns pelo post, ta bem completo e cheio de dicas boas. E as fotos também estão ótimas!

  7. Tina Wells
    3 de julho de 2017 at 05:01
    Reply

    Se o Chile já estava na minha lista de lugares que tenho que ir, agora subiu para o top! Adorei a dica e o lugar parece muito lindo! E Neruda é Neruda, né?!

    • Camila Lisboa
      6 de julho de 2017 at 17:18

      Neruda é inspiração pra tudo! Mas dá pra escrever um post imenso só falando de como aqui no Chile ele não é valorizado =/

  8. Dani Bispo
    3 de julho de 2017 at 09:47
    Reply

    Infelizmente não tive a oportunidade de conhecer Isla Nera, e na verdade só fui uma vez o Chile que ameiiiii é um dia espero voltar

    Bjs
    Dani Bispo
    abolonhesa.com

    • Camila Lisboa
      6 de julho de 2017 at 17:14

      Cheio de desculpas pra voltar! Mas essa casa com certeza é uma delas! É linda 🙂

  9. Michela Borges Nunes
    4 de julho de 2017 at 10:00
    Reply

    Concordo contigo – a vista parece ser mesmo a parte mais linda da visita. Achei bem interessante. Nunca fomos e gostei muito das dicas.

    • Camila Lisboa
      6 de julho de 2017 at 17:20

      A vista é maravilhosa e por dentro é incrível! Tem mil coisas lindas (pena que não pode tirar foto!)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *